mobilidade em laguna

cartaz_mobilidade_laguna

IPHAN, SESC e Cineclube Laguna, convidam os amigos da cultura para prestigiar os eventos que aconteceram em nossa Laguna do dia 28 ao dia 30 de abril: Dia 28 de abril, quarta-feira.

Somos conveniados em atividades culturais com o SESC- Laguna e nesta quarta-feira, 28 de abril, no espaço do Cineclube Laguna, às 19h30min no Clube União Operária, o SESC oferece gratuitamente a comunidade o espetáculo musical:

“A Outra” com Tereza Virginia

Momentos de intimismo e densidade, com a vibração do baião, xote, choro, fado, e samba.

Dia 29 de abril, quinta-feira.

Excepcionalmente devido ao musical exibiremos cinema na quinta


Continuar lendo

Cine Mais Cultura em Santa Maria

Uma nova oficina do Cine Mais Cultura teve início em Santa Maria. De hoje, 26 até sexta, 30 de abril, o grupo formado por 44 oficinandos, vindos de muncípios do RS com até 20 mil habitantes, conforme último edital realizado no período compreendido entre 05 de outubro a 04 de dezembro de 2009.

A oficina acontece em Santa Maria porque a equipe de oficineiros atua e é formada na cidade, dando continuidade também ao processo de descentralização, discutido amplamente na oficina realizada em Porto Alegre em agosto de 2009.


Saiba mais sobre o Cine Mais Cultura

Com a concentração de salas comerciais de cinema em apenas 8% do território nacional e a quantidade muito reduzida de obras audiovisuais brasileiras na TV, a maioria dos filmes produzidos no país permanecem inéditos para grande parte de sua população.

Norteado por demandas apresentadas em diálogos com a sociedade civil, o Ministério da Cultura, sob orientação do Programa Mais Cultura, promove a ação Cine Mais Cultura. Através de editais e parcerias diretas, a iniciativa disponibiliza equipamento audiovisual de projeção digital, obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil e oficina de capacitação cineclubista, atendendo prioritariamente periferias de grandes centros urbanos e municípios, de acordo com os indicadores utilizados pelo Programa Territórios da Cidadania.

Os editais têm como foco pessoas jurídicas sem fins lucrativos e, conforme seus objetos, visam contemplar entidades tais como bibliotecas comunitárias, pontos de cultura, associações de moradores ou até mesmo escolas e universidades da rede pública bem como prefeituras, sempre com o objetivo de favorecer o encontro e a integração do público brasileiro com a produção audiovisual de seu país.

Além de contribuir para a formação de platéias e o fomento do pensamento crítico, tendo como principal base obras audiovisuais brasileiras, o Cine Mais Cultura inaugura o Circuito Brasil, primeiro banco de dados habilitado a contabilizar o público do circuito não-comercial do país, capaz de emitir relatórios por filme, por unidade da federação, entre outros recortes.

Com a concentração de salas comerciais de cinema em apenas 8% do território nacional e a quantidade muito reduzida de obras audiovisuais brasileiras na TV, a maioria dos filmes produzidos no país permanecem inéditos para grande parte de sua população.

Norteado por demandas apresentadas em diálogos com a sociedade civil, o Ministério da Cultura, sob orientação do Programa Mais Cultura, promove a ação Cine Mais Cultura. Através de editais e parcerias diretas, a iniciativa disponibiliza equipamento audiovisual de projeção digital, obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil e oficina de capacitação cineclubista, atendendo prioritariamente periferias de grandes centros urbanos e municípios, de acordo com os indicadores utilizados pelo Programa Territórios da Cidadania.

Os editais têm como foco pessoas jurídicas sem fins lucrativos e, conforme seus objetos, visam contemplar entidades tais como bibliotecas comunitárias, pontos de cultura, associações de moradores ou até mesmo escolas e universidades da rede pública bem como prefeituras, sempre com o objetivo de favorecer o encontro e a integração do público brasileiro com a produção audiovisual de seu país.

Além de contribuir para a formação de platéias e o fomento do pensamento crítico, tendo como principal base obras audiovisuais brasileiras, o Cine Mais Cultura inaugura o Circuito Brasil, primeiro banco de dados habilitado a contabilizar o público do circuito não-comercial do país, capaz de emitir relatórios por filme, por unidade da federação, entre outros recortes.